Manifesto no Rio de Janeiro pela defesa dos POVOS TRADICIONAIS da praia de MARTINS de SÀ, em Paraty, dia 05 de junho.

Um manifesto em pról dos povos tradicionais está sendo organizado para amanhã, dia 05 de junho, no Rio de Janeiro, na busca de influenciar decisão judicial sobre futuro de moradores na praia de Martins de Sá, em Paraty.

Veja e divulgue o manifesto.

* * * * * * * *

Manifesto

Sr. Maneco e sua mãe, Da. Capitulina, de 104 anos - 4 gerações no Martins de Sá

MARTINS DE SÁ PRECISA CONTINUAR NAS MÃOS DOS CAIÇARAS

No próximo 05/06/2012, DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE, no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, às 13 horas, a luta dos POVOS TRADICIONAIS pela terra travará uma de suas mais importantes batalhas.

Vamos pedir que os Desembargadores reconheçam o direito de permanência do Sr. Maneco em Martins de Sá!!

Após 14 anos de luta judicial, será julgado pelo Tribunal de Justiça do Rio o direito de uma família caiçara permanecer na Praia de Martins de Sá, na Reserva Ecológica da Juatinga, em Paraty.

Primeira Reserva Ecológica do Brasil criada para a proteção cultural e ambiental, hoje os pescadores caiçaras que nela resistiram se vêem seriamente ameaçados pela especulação imobiliária.

Não podemos permitir a expulsão dos únicos responsáveis pela preservação desse lugar paradisíaco, representantes do patrimônio cultural imaterial brasileiro, protegidos pela Constituição da República, acordos internacionais e leis federais, mas abandonados pelo Estado à própria sorte.

De um lado uma família rica proprietária de terras, do outro um caiçara nascido e criado no local, sem luz elétrica, nem qualquer outro serviço público.

Estamos preparando um manifesto a ser entregue aos Desembargadores no Dia do Julgamento, e convidamos a todos que o assinem, divulguem e compareçam para uma manifestação de Paz, uma antecipação da Cúpula dos Povos da Rio + 20.

Pedimos que os Desembargadores NÃO nos dêem mais um motivo de vergonha na Rio + 20.

E os convidamos a entrar para a história, fazendo prevalecer princípios éticos, morais, ambientais, culturais e sociais na tomada de uma decisão dessa importância, apesar de tâo cruel desigualdade - de poder e econômico - entre as partes.

Pedimos, principalmente, que nos dêem uma esperança de que ainda há Justiça nesse país.

E acima de tudo, vamos lembrá-los que tem muita gente prestando atenção nesta decisão.

Para aderir ao manifesto confirme sua presença no evento e divulgue este manifesto

Maiores informações podem ser obtidas pelo email Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. , com Tatiane.

Visitem a pagina no facebook - "Atenção!!! Martins de Sá a venda!!!"

Divulguem e compareçam na audiencia no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (Av. Erasmo Braga 115, Centro, Rio de Janeiro).

Obs.: Está sendo organizado uma saída de ônibus de Paraty.

Os povos tradicionais e as futuras gerações agradecem!